Os 10 maiores rios do Brasil

“O Brasil é um país abundante em recursos aquíferos, sendo considerado o número 1 em reserva mundial de água doce.

Acredita-se que aproximadamente 13% da água doce do planeta esteja situada em seu território. Isso se deve a inúmeros fatores, tais como a grande quantidade de chuvas, em função do clima tropical. Detentor da maior rede fluvial do mundo, o país conta com abrangentes rios. Listamos os 10 maiores rios para você, veja a seguir!

 

Rio Amazonas – 6.937 km

Rio Amazonas, com quase 7 mil quilômetros, é o de maior extensão no Brasil e no mundo.

Possuindo mais de mil afluentes, tais como o Madeira, o Negro e o Japurá, ele detém a sua nascente do Rio Apurímac, na Cordilheira dos Andes (sul do Peru), desaguando Oceano Atlântico.

Isso em conjunto com o rio Tocantins, no delta do Amazonas (região norte do Brasil).

Ao percorrer o seu trajeto, recebe no território do Peru as nomenclaturas de Carhuasanta, Lloqueta, Apurímac, rio Ene, rio Tambo, Ucayali e Amazonas.

Nas terras brasileiras, entra com o título de Rio Solimões para, apenas em Manaus, com a união com o Rio Negro, ser batizado como Amazonas, seguindo até a sua foz no Oceano Atlântico.

Rio Paraná – 3.942 km

rio Paraná recebe a medalha de prata por ser o segundo maior rio sul-americano.

Esse nasce na confluência da dupla de notórios rios brasileiros, rios Grande e Paranaíba, pertencentes aos estados de São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

Internacional, o rio Paraná demarca a fronteira entre o Brasil e o Paraguai, com uma extensão de 190 quilômetros até a foz do Rio Iguaçu.

Depois desse ponto, delineia o início de outra fronteira, entre Argentina e Paraguai.

Ademais, o rio permanece fluindo até o sul, próximo a cidade de Posadas, mudando o destino para a direção oeste.

Na confluência com o rio Paraguai, o rio Paraná adentra os solos argentinos, percorrendo na direção sul, deságua na delta do Paraná e no rio da Prata.

 

Rio Madeira (Mamoré) – 3.315 km

Rio Madeira – Mamoré recebe a medalha de bronze na lista dos maiores rios do Brasil.

A sua nomenclatura se deve ao fato de, no período das chuvas, seu nível subir e causar inundações de grandes proporções na planície florestal. Desse modo, os troncos e restos de madeira da flora da floresta são despejados nas águas pelo próprio rio.

Nascendo na Cordilheira dos Andes (Bolívia), com o nome de rio Beni, ele desce até o norte, aonde é batizado como rio Mamoré-Guaporé, tornando-se depois o rio Madeira.

O rio de planície também traça uma divisória, entre Brasil e Bolívia.

As suas águas percorrem para o nordeste, perpassando dezenas de corredeiras até chegar em Porto Velho, onde começa a Hidrovia do Madeira.

 

Rio Purus – 3.218 km

A quarta posição da lista fica para o Rio Purus.

Ele nasce em Arco Fitzcarrald, no Peru, perpassa para o Brasil no município de Santa Rosa do Purus, no Acre.

Após isso, segue a cidade de Manoel Urbano e entra no estado do Amazonas, em Boca do Acre, onde recebe as águas do rio Acre. Ainda no Amazonas deságua no rio Solimões.

O Rio Purus possui uma grande extensão e variedade de vidas, nas quais 40% dos pescados de Manaus advém de suas águas.

Mediante aos danos ambientais que sofre e a grande exploração de recursos, ele tem sido um dos esforços de conservação na Amazônia.

 

Rio São Francisco – 3.180 km

Rio São Francisco é consagrado como um dos mais relevantes cursos d’água do Brasil. Uma responsabilidade notória sua é de ser um dos grandes responsáveis pela irrigação do semiárido brasileiro.

O nome indígena atribuído ao rio São Francisco é Opará, mais carinhosamente é chamado de Velho Chico.

Considera-se que a sua nascente geográfica localiza-se em Medeiros, no estado de Minas Gerais. Por outro lado, a nascente histórica encontra-se na Serra da Canastra, em São Roque de Minas.

Perpassando a Bahia, o Velho Chico possui divisa ao norte com o estado do Pernambuco, assim como divisa natural com Sergipe e Alagoas, desaguando depois no Oceano Atlântico.

Ao total, percorre cinco estados e 521 municípios.

 

Rio Tocantins – 2.699 km

rio Tocantins, apesar de levar esse nome, nasce em Goiás e percorre os estado do Maranhão, Pará e Tocantins, desaguando junto com o Amazonas, próximo a Belém.

Após a união do rio das Almasrio Maranhão e rio Paranã, nos municípios Paranã e São Salvador do Tocantins, ele passa a ser Rio Tocantins.

Em época das cheias, ele se torna navegável nas terras de Belém e Lajeado, como uma extensão de aproximadamente 2000 km.

 

Rio Araguaia – 2.627 km

No top 10 dos maiores rios do Brasil, o rio Araguaia está na 7 ª posição. O rio nasce em Goiás, na Serra do Caiapó, próximo ao Parque Nacional das Emas, em Mineiros (Goiás), delimitando-se com o Rio Javaés, a maior ilha fluvial do mundo.

Ele banha cinco estados: Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Mato Grosso e Pará.

Dois parques o conservam, o Parque Nacional do Araguaia e o Parque Indígena do Araguaia. Também, nas suas águas situa-se a Ilha do Bananal – a maior ilha fluvial do mundo

Ele, assim como o rio Tocantins, atrai turistas para o acampamento nos meses de julho. Ademais, há a prática da pesca esportiva.

 

8Rio Japurá –  2.615 km

rio Japurá, conhecido como Caquetá nas terras colombianas, é um curso de água com nascente na Colômbia e que percorre, no Brasil, o estado do Amazonas, desaguando no rio Solimões.

A sua foz é em delta, onde conta com oito ramificações.

 

9Rio Paraguai – 2.549 km

rio Paraguai nasce no território brasileiro, na Chapada dos Parecis, em Mato Grosso.

Depois, percorre os países da BolíviaArgentina e Paraguai. Uma afluente do rio Paraná, define parte das três fronteiras.

O seu nome, Paraguai, é derivado da língua guarani antiga e traduz-se em rio dos paraguás.

 

10Rio Juruá – 2.410 km

rio Juruá nasce no Peru e perpassa o Acre, desaguando no rio Solimões, banhando os estado do Acre e do Amazonas.

Ele é muito importante para a região norte, por ser utilizado como hidrovia.

Atualmente, há duas unidades de conservação do rio Juruá: a Reserva Extrativista do Médio Juruá e a Reserva Extrativista do Baixo Juruá.”

 

Texto: 

 

 

Compartilhe: