Piscinas naturais próximas a São Paulo

“1. Cachoeira do Saco Bravo, Paraty (RJ)

Shutterstock

São poucas as cachoeiras com queda d’água diretamente no mar que permitem o acesso a banhistas. Mas na Cachoeira do Saco Bravo, localizada em Paraty (RJ), a 268 km da capital de SP, é possível desfrutar dessa experiência! Suas formações rochosas criam uma piscina natural entre a cachoeira e o mar aberto, onde os visitantes podem se refrescar. A piscina conta com um efeito natural de “borda infinita”, sem contar a vista sensacional para o mar aberto! Mas não vá se aventurar sozinho – o passeio requer guia especializado e a cachoeira só pode ser acessada por meio de trilha de dificuldade intermediária (cerca de 4 horas).

2. Piscina natural do Cachadaço, Trindade (RJ)

Shutterstock

A piscina natural do Cachadaço, localizada na vila de Trindade, em Paraty (RJ), fica a 284 km da capital paulista! A água salgada é contida por grandes rochas, formando uma reserva natural com a água do mar. Os turistas costumam relaxar na calmaria da maré e se esticar nas pedras sob o sol. A piscina está localizada no final da praia do Cachadaço, e seu acesso é feito por uma pequena trilha de 30 minutos ou por barco. A água é cristalina e sua profundidade não costuma ultrapassar um metro.

3. Lagoa Azul, Ilha Grande (RJ)

Shutterstock

A Lagoa Azul, localizada em Ilha Grande, na cidade de Angra dos Reis (RJ), é uma piscina natural de fundo arenoso conhecida por sua água azul, como a cor do céu. O ponto turístico é um dos mais badalados da região, oferecendo a prática de mergulho ou snorkeling aos turistas. Além disso, peixes e tartarugas costumam aparecer para nadar com os visitantes! O acesso é feito apenas por via marítima, com escunas e lanchas que partem de Abraão, Palmas, Enseada das Estrelas, Bananal, Sitio Forte e Araçatiba.

4. Piscina natural de Itaguaré, Bertioga (SP)

Shutterstock

A Praia de Itaguaré, localizada na cidade de Bertioga (SP) e a 115 km da capital paulista, é pouco conhecida – o que faz com que ela seja mais preservada e deserta. O encontro das águas cristalinas do mar e do rio formam incríveis piscinas naturais, onde os visitantes podem se banhar e relaxar. Para chegar até lá, basta entrar pela praia de Riviera de São Lourenço, caminhar até o final da praia e na última rua pegar uma trilha de 5 minutos até o local.

5. Cachoeira da Lage, Ilhabela (SP)

Shutterstock

A Cachoeira da Lage, localizada em Ilhabela (SP), a 221 km da capital paulista, forma uma piscina natural em sua queda d’água, perfeita para se refrescar em meio à mata. Para chegar ao local, é necessário caminhar por uma hora, partindo do estacionamento da Ponta da Sepituba, pela mesma trilha que leva ao Bonete. Para completar o passeio, o local conta com “tobogãs” naturais na pedra, que desembocam na piscina.

6. Cachoeira do Paquetá, Ilhabela (SP)

Shutterstock

A Cachoeira do Paquetá, localizada ao sul de Ilhabela (SP) e a 209 km da capital de São Paulo, é uma opção de passeio refrescante para quem quer fugir dos tradicionais points turísticos da ilha. O acesso é feito por uma trilha de apenas 15 minutos, que passa pela Cachoeira do Ribeirão, riacho de águas cristalinas que também conta com piscinas naturais e pequenas quedas, e chega até Paquetá, que forma em sua base uma piscina natural incrível.

7. Praia da Lage, Ilha do Cardoso (SP)

Shutterstock

A cidade de Cananéia fica no litoral sul de São Paulo, a 264 km da capital, e abriga a famosa Ilha do Cardoso, um paraíso de inúmeras praias e reservas naturais. É nesta ilha que fica a Praia da Lage, que conta com as piscinas naturais belíssimas. O passeio é indicado para quem gosta de trilhas, já que o acesso exige uma boa caminhada. Também é indicada a presença de um guia, pois a mata é fechada e ainda é possível que o viajante se depare com animais silvestres.

8. Piscina natural do Maromba, Visconde de Mauá (RJ)

Shutterstock

A cidade de Visconde de Mauá (RJ) é um destino de serra a aproximadamente 280 km da capital de São Paulo que abriga inúmeras cachoeiras e, claro, piscinas naturais! A Vila de Maromba possui uma grande diversidade de piscinas, todas com água limpa e cristalina, originadas de cachoeiras ou de rios. São mais de 100 quedas d’água catalogadas – a ideia é visitar todas e aproveitar que as estas contam com fácil acesso, sem a presença necessária de um guia.

9. Gruta do Anjo, Socorro (SP)


Shutterstock

A Gruta do Anjo, localizada na cidade de Socorro (SP) e a apenas 136 km da capital de São Paulo, é um passeio incrível para quem busca aventura. Dentro da formação rochosa, os visitantes encontram uma piscina natural, que em determinados pontos chega a ter uma profundidade de até quatro metros. O local pode ser acessado por turistas via pedalinho, e o acesso é feito pela Pousada Gruta do Anjo, mediante ingresso de R$ 25.

10. Poço Azul, Lavrinhas (SP)

Shutterstock

Localizada entre a divisa de São Paulo e Rio de Janeiro, a cidade de Lavrinhas (SP) oferece aos turistas incríveis paisagens naturais, devido a sua abundância de águas límpidas e cristalinas por natureza. Dentre essas paisagens de tirar o fôlego está a piscina natural do Poço Azul, que fica a uma distância de 235 km da capital paulista e é a principal atração da região. Lá. é possível banhar-se nas águas calmas e terapêuticas do rio. O acesso é feito por trilha de média dificuldade.”

 

Fonte: Site Guia da Semana  https://bit.ly/2ELdYAv

Compartilhe: